CROSP Araraquara: 11.004 - Dr. João R. Gonçalves CRORT 29.221 - CROSP São Carlos: 16.033 - Dr Luciano Rezende da Cunha CRORT 86422
25 years
25 years
25 years
25 years
25 years

A palavra laser corresponde a uma sigla composta pelas primeiras letras de:

Light

Amplification by

Stimulated

Emission of

Radiation

que significa “amplificação da luz por emissão estimulada de radiação”.

O laser no âmbito da saúde pode ter duas finalidades:

– Alta potência: utilizado em procedimentos cirúrgicos, é destinado à remoção, corte e coagulação de tecidos;

– Baixa potência: utilizado em processos de reparação tecidual, apresenta propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e cicatrizante.

Em casos em que o paciente apresenta reação inflamatória, dor e necessidade de regeneração dos tecidos a laserterapia apresenta-se como um complemento ao tratamento convencional, pois esta proporciona ao organismo uma melhor resposta à inflamação, minimiza os sintomas de dor e atua como um estimulante celular (efeito bioestimulante).

Os efeitos biológicos do laser utilizado para bioestimulação ocorrem de diferentes maneiras, seja através do processo de divisão celular, estimulação da circulação sanguínea nos vasos de pequeno calibre que se encontram nos tecidos e aumento na produção de colágeno.

A laserterapia pode ser usada na odontologia com diversas finalidades,dentre elas:

-Dentes sensíveis (hipersensibilidade dentinária);

-Dores na ATM (articulação temporomandibular);

-Dores nos músculos da mastigação;

-Herpes simples;

-Herpes Zoster;

-Afta;

-Alveolite (problemas na cicatrização após extração dentária);

-Dores Neuropáticas (são um tipo de sensação dolorosa normalmente relatadas como ardência, queimação, choque, formigamento ou adormecimento de uma região da face).

Curiosidade: Como a luz laser é gerada?

Laser é um dispositivo que controla a maneira pela qual átomos energizados liberam fótons (energia luminosa).

Em um laser, existe um material gerador que será estimulado por flashes de luz ou descargas elétricas e com isso seus átomos entrarão em um estado “ativado” (átomos com elétrons de energia mais alta que no estado normal). É necessário ter um grande número de átomos no estado ativado para que o laser funcione de maneira eficiente.

Assim como o elétron absorveu certa quantidade de energia para atingir o estado ativado, ele também pode liberar essa energia.

Como a figura abaixo ilustra, o elétron pode simplesmente “relaxar” e livrar-se de uma parte da energia absorvida que será liberada na forma de fóton (energia luminosa).

 

A luz laser é a reunião de vários fótons de luz emitidos por um conjunto de átomos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

HTML tags are not allowed.